sábado, 13 de dezembro de 2008

Humanos de estimação


Essas são algumas das fotos criadas pela fotógrafa australiana Julian Wolkenstein que nos atingem como um raio. São bem sugestivas, bem perturbadoras mesmo, porque nos põem no lugar dos nossos animais de estimação. De certo modo, têm até um alcance maior, pois indiretamente nos fazem imediatamente pensar e questionar a relação dos homens com a natureza e a preservação dos animais, principalmente, certas espécies de aves, peixes, tartarugas.  Afinal, quem gostaria de se sentir assim? Mas não é exatamente o que fazemos com nossos animais de estimação?


Algumas crenças e posições empoeiradas estão tão arraigadas dentro de nós, que nos têm cegado e nos direcionado a acreditar, até pior, convencer de que temos uma importância que na verdade é pura ilusão. Essa ilusão de que somos superiores e/ou que temos um lugar privilegiado na Criação é completa falta de profundidade de raciocínio e mente aberta para observar o mundo que nos rodeia. Por que afinal, teríamos esse direito? A resposta seria... porque temos raciocínio? Será que eles os animais também não têm? Quem tem tanta certeza disso? 


Afinal, quem já conviveu de perto com animais sabe muito bem que eles nos mostram o tempo todo exatamente o contrário, manifestando sentimentos e comportamentos como nós. Enjaulados, engaiolados, presos em correntes no pescoço, dentro de um aquário, de uma gaiola, de um viveiro, quem gostaria de viver assim?

Um comentário:

Renata disse...

concordo e achei o trabalho dela SUPERRRRRRR. parabens e bjiz da renatinhaaaa