sábado, 20 de dezembro de 2008

Mulheres artificiais

Para alguns homens, elas são perfeitas, lindas e sensuais. Poderiam ser de um grupo especial de mulheres, se não fosse por um detalhe: são bonecas em tamanho natural. O que leva alguém a ter uma companhia tão silenciosa e submissa? Solidão? Loucura? Desespero? 

Jason que adotou sua boneca que chama de Vanessa, prepara o café de manhã. Passa manteiga em uma torrada e 
serve dois copos de suco de laranja. Vanessa está sentada à mesa, olhando para ele impassivelmente. Jason sorri para ela e pára por um momento para admirar suas feições. Em seguida, dá um caloroso abraço em sua companheira. Aparentemente, eles levam uma vida doméstica tranqüila. Jason ama Vanessa e se declara o tempo todo. Mas não recebe nenhuma resposta. Vanessa é assim: não fala, não faz críticas, não se queixa de nada, nem mesmo de ter que assistir a programas de esportes na TV. Nenhuma namorada de Jason jamais reagiu às 
suas manias dessa maneira. Mas também nenhuma delas era feita de aço e silicone. Na verdade, Vanessa é uma "real doll", uma mulher artificial com requintes de realidade: cabelos sedosos, nariz delicado, cílios longos, maçãs do rosto coradas e unhas bem-tratadas. Ela é até bonita. Jason também não fala nada sobre Vanessa, muito menos sobre os motivos que o levaram a escolhê-la como sua companheira ou sobre quanto pagou por ela. Para ele, Vanessa é um sonho que conseguiu realizar.

Hoje, é possível comprar uma companhia desse tipo a partir de US$ 7 mil. "Se o cliente quiser as três entradas sexuais, boca, vagina e ânus, terá que pagar US$ 250 a mais", diz Matt McMullen, o americano de 30 e poucos anos que inventou esse gênero de mulher. "É difícil fazer tudo funcionar lá embaixo e tudo tem que se encaixar em um espaço definido. Isso leva tempo e por isso custa mais caro."

Todas as mulheres artificiais de McMullen, que se considera um perfeccionista, são feitas à mão. "São verdadeiras obras de arte", diz. Ele, que está nesse negócio há dez anos, afirma que seus produtos já viraram objetos de culto entre as pessoas. Nenhum cliente é exposto, tudo funciona no mais absoluto segredo, há inclusive famílias que adotam essas bonecas.

A tecnologia de McMullen ainda não é tão avançada para construir réplicas de pessoas reais. Mas os clientes podem escolher a altura, o comprimento e a cor dos cabelos, o tom de pele, o tamanho dos seios e até a aparência dos pêlos púbicos, que podem ser aparados ou não. Também podem pedir um bronzeado, selecionar a maquiagem e a cor do esmalte das unhas. 

Nenhum comentário: