quarta-feira, 30 de setembro de 2009

A árvore do Ginkgo Biloba

Conheça o Ginkgo Biloba, uma árvore com uma história fascinante.


O ginkgo Biloba (essse também é seu nome científico) é uma árvore única e surpreendente pois apesar de ser linda e delicada, tem uma força e resistência à toda prova. É considerada um fóssil vivo, pois os registros de sua existência datam de 270 milhões de anos atrás. Era então encontrado no que poderia ser a América do Norte e Europa, mas sobreviveu apenas numa pequena região da China, após a pré-histórica idade do gelo.

Além disso é considerada o símbolo de paz e longevidade pois sobreviveu aos ataques de bomba atômica no Japão. Foi a primeira manifestação de vida ocorrida após a explosão da bomba atômica de Hiroshima. O nome Ginkgo originou-se das palavras japonesas “gin”, que significa “prata” e “kyo”, que significa “damasco”, é uma referência aos frutos comestíveis que surgem no verão. É considerada sagrada pelos budistas.


É também conhecida com outros nomes populares como árvore-avenca, nogueira-do-japão, árvore-dos-templos. Outra curiosidade é que tendo uma pronunciada resistência a bactérias, vírus e radiações, possui muitos princípios ativos únicos e por isso a infusão de suas folhas é largamente usada como erva medicinal com resultados positivos em sintomas ligados à insuficiência vascular cerebral ou periférica, estimulando a circulação sanguínea e auxiliando no tratamento de impotência sexual e doenças vasculares.

Seus frutos têm em torno de 3 cm de diâmetro, e suas sementes 2 cm, sendo empregadas como excelente remédio para tosse e bronquite, melhoram o desempenho físico e intelectual, conduzindo oxigênio a mais para os pulmões, neurônios e as células do sistema nervoso.

O vídeo abaixo é japonês e conta a história do espírito do Gingko. Mesmo não sabendo japonês qualquer pessoa pode entender a essência desta história e perceber sua importância dentro da cultura japonesa. É lindo e ótimo para crianças.


Outro fato também muito interessante sobre o Gingko é que Goethe tinha um Ginkgo em sua casa e escreveu um poema com folhas de Ginkgo / 15, September 1815. O original encontra-se no Goethe Museum, Düsseldorf (Germany).


A tradução em português é de Flávio Demberg, com base em uma versão em inglês, extraída de http://www.xs4all.nl/~kwanten/goethe.htm

Essa folha de uma árvore do Oriente
Brotou em meu jardim
Ela revela certo segredo
Que me atrai e às pessoas contemplativas

Ela representa Uma só criatura
Que a si mesmo se dividiu?
Ou são duas, que decidiram
Que Uma deveriam ser?

Para responder a essa questão,
Descobri a resposta certa:
Nota que em minhas canções e em meus versos
Sou Um e sou Dois?